Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 5 de abril de 2011

Código Florestal, consenso?

& OU  X 
A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou hoje que o governo já está próximo de apresentar uma nova proposta para o Código Florestal, em trâmite no Congresso. "Estamos na reta final de consolidar uma proposta que seja convergente e de consenso", disse ela, após encontro com empresários paulistas, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
De um lado a consciência ambiental, que através de seus representantes, fazem de tudo para evitar uma catástrofe de ordem descomunal, diante da realidade que já vivenciamos quando o assunto em questão é a preservação dos recursos hídricos ,já escassos, em algumas regiões do país; a preservação das encostas dos morros e nascentes; a agravante poluição das margens dos rios...
De outro, os agricultores que vivem aos tropeços com as leis ambientalistas e que também, legitimamente lutam para manter o abastecimento do país, com recursos cada vez mais difíceis ao pequeno produtor que pratica a "agricultura familiar", lutando em seu restrito pedaço de terra para o sustento da família; as pequenas cooperativas que ainda se utilizam dos agrotóxicos, de forma preocupante à saúde de todos... 
A ministra Izabella, acredita que "todos os pontos em discussão têm alternativas. O que nós temos de conciliar  são as melhores alternativas, considerando a dimensão continental do Brasil. O que se aplica à Amazônia não se aplica necessariamente ao Cerrado e ao Pampa".
Segundo Izabella são  legítimas as manifestações previstas para esta semana no Congresso Nacional. Para amanhã, está previsto o protesto promovido pelo agronegócio e, na quinta-feira, devem se manifestar em Brasília os ambientalistas. "O momento é de diálogo e de entendimento das várias demandas que existem no País", considerou.
Resta à população, aguardar o desfecho dessa situação que caminha para o impasse, caso as partes envolvidas não cheguem ao equilíbrio, tão necessário e tão em falta , a todos nós.
E suas implicações nos tão disputados 30% de reserva de matas ciliares deixadas às margens dos rios.

Debora Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meditação para Paz